Já tenho coisas marcadas…

Podia ser mais um dia na minha vida… Podia mas não é… Podia ser mais uma pascoa passada… Podia mas não é… Assim, como tudo recentemente neste ultimo ano foi diferente o dia de hoje também o será.

Este ano faço anos na Pascoa.

Acho que de certa forma juntou-se o útil ao agradável, pelo menos estarei com a família e os amigos mais próximos no meu dia de anos, e isso é bom.. Sabe sempre muito bem e faz muito bem…

Mas este dia, como tantos outros, já não tem o mesmo significado de outrora. Fazer anos agora já não significa estar à espera de presentes como quando era miúdo.

Fazer anos agora já não significa que andei semanas a chatear toda a gente para me dar uma prenda.

Fazer anos agora já não significa estar à espera das 00:01 para receber uma mensagem especial, muitas vezes até às 23:58 ou 23:59 quando havia um baralho de horas no telemovel. Agora fazer anos, é mais um dia, é mais uma altura para pensar como o tempo passa, como as situações, os problemas, os divertimentos vêm e vão tão depressa.

Memorias de outros tempos que já não passam disso mesmo… Memórias… Memórias assim como o titulo deste texto… Uma frase dita numa tarde de céu nublado com a chuva quase a pingar…

Podia ter sido dita noutro dia qualquer que eram apenas mais 4 palavras proferidas, no entanto ditas neste dia em especifico depois de ter pedido para ficares comigo, bem.. ganham uma dinâmica totalmente diferente.. Se ganham…

Mas tudo tem uma razão de ser e o tempo deu as explicações que tinha a dar.. E apesar de não entender, eu mais uma vez aceitei, pela ultima vez aceitei, afinal já tinhas coisas marcadas…

2017… pira-te

Acabou 2017… finalmente… ano de m3rda…

Engraçado a forma como termina este ano… Termina exactamente o ano com um sentimento que me assombrou durante grande parte do mesmo… Arrependimento e mágoa… Mas termino também o ano com uma motivação que até agora não tive, não sei se é esta ideia das resoluções de ano novo que afectou mas a verdade é que hoje estou com uma força extra para enfrentar 2018.

O meu 2017 pode ser resumido em muitos poucos pontos:

  • perdi alguém que amava
  • perdi a cadela
  • perdi todo um projecto de vida
  • perdi um amigo

Estes de certeza contribuirão para ser mais forte em 2018. Estes servirão para aprender com eles. É tempo de deixar o passado no passado e olhar para o futuro.

Em 2018 lutarei para que seja totalmente o inverso deste ano. Tem de ser..