Updates…

Pois… já eram horas de atualizar isto…. Vamos ver se arranjo tempinho….

PS: Atualizei o tema já não foi mau pois não? E vou atualizar o certificado SSL em breve!

Upgrade HomeServer – Part 7 – Configuração das tarefas via Ansible

O primeiro passo após a instalação do SO será logicamente instalarmos o primeiro pacote das aplicações que deveremos usar, neste caso vamos começar desde logo pelo ansible.

apt-get install ansible

Após isso temos de atualizar o ficheiro /etc/ansible/hosts de forma a que possamos efetuar os scripts do ansible localmente. Continue Reading “Upgrade HomeServer – Part 7 – Configuração das tarefas via Ansible”

Upgrade HomeServer – Part 6 – Instalar Ubuntu Server

Passo 1. Inicie o computador pelo cd de instalação do Ubuntu Server;

Passo 2. A primeira escolha será obviamente a linguagem de apresentação do instalador, no meu caso sempre que utilizo SO a nível pessoal utilizo o Inglês..

UbuntuInstall_1

Passo 3. No ecrã seguinte, escolha a opção “Install Ubuntu Server”; Continue Reading “Upgrade HomeServer – Part 6 – Instalar Ubuntu Server”

Upgrade HomeServer – Part 5 – Ansible

Nos últimos anos, plataformas como o Chef e o Puppet ganharam alguma fama no mundo da gestão de configurações de servidores e aplicações, no entanto são softwares complexos para a sua normal utilização.

É aqui que entra o Ansible. Devo dizer que não conhecia este software e apenas o encontrei quando fazia uma pesquisa para a configuração do servidor e assim fiquei a conhecer mais uma tecnologia que na verdade me deu uma grande ajuda na implementação deste projecto.

O ansible basicamente usa um ficheiro para executar várias tarefas no sistema, estas tarefas utilizando a tecnologia SSH para remotamente as executar.

No Ansible, os equipamentos não necessitam de qualquer instalação previa, ou seja funciona tudo como se os comandos fossem introduzidos pelo utilizador na propria maquina.

Encontrei esta imagem num outro local o que poderá exemplificar o modo de funcionamento

 

O Ansible faz uso de um de “template” chamado “hosts” para determinar os servidores a serem geridos. Trata-se de um arquivo texto simples que lista os servidores individuais ou grupos de servidores (por exemplo, servidores de DNS, servidores web etc).

Site Oficial: https://www.ansible.com/

E assim dou por terminado a introdução às plataformas sendo que nos proximos dias irei publicar artigos referentes à instalação dos mesmos.

Intro

Part 2 – SnapRaid

Part 3 – MergerFS

Part4 – Docker